domingo, 13 de agosto de 2017

Proventos Recebidos - Julho de 2017

Olá senhores (as),
A cada dia vejo que meus proventos estão aumentando mais. Esses proventos vêm dos FII e da minha carteira de ações. Tenho algumas ações que pagam até bons dividendos, mas a maioria pagam mixaria. Claro que eu não me importo muito com isso, desde que elas me dão retorno através de crescimento.

Os proventos do mês de julho foram maiores comparado ao mês passado. Como há variações de pagamentos nos meses. O meu foco é mais no crescimento anual. E isso está ocorrendo muito bem. Também devido ao meu aumento de patrimônio.

Proventos ano 2016

Proventos recebidos: R$ 87,06

Proventos ano 2017

Proventos de Janeiro: R$ 2,73
Proventos de Fevereiro: R$ 231,81
Proventos de Março: R$ 153,30
Proventos de Abril: R$ 286,58
Proventos de Maio: R$ 293,64
Proventos de Junho: R$ 163,57

Proventos de Julho: R$ 329,57
Proventos Total ano 2017: R$ 1.461,07

Proventos Total ano 2016 e 2017: R$ 1.548,13

Progresso dos proventos mensais e anuais em gráficos











Quando vejo esses gráficos fico muito feliz e isso é muito bom, mesmo que seja pouco. Vejo meus retornos tanto através de rendimentos quanto de crescimento da minha carteira. Esses proventos são todos reinvestindo. No momento meu foco é o aumento do patrimônio, mas no longo prazo quero ter uma renda passiva razoável para que eu não precise vender ações para cobrir as despesas. 

Atenciosamente,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

domingo, 6 de agosto de 2017

Como estão alocados meus ativos

Olá senhores (as) leitores (as),

A seguir exibirei alguns gráficos da alocação da carteira dos meus ativos. Atualmente invisto em ações, FII e TD. Tenho um terreno, mas não incluo nessa carteira devido o valor ser baixo e de pouca liquidez.

Carteira Total



O objetivo da carteira é de 80% em ações, 10% FII e 10% TD. Atualmente a minha carteira está balanceada. 

Setor de alocação das minhas ações




Como podem ver estou mais exposto ao setor financeiro e consumo cíclico. Tenho algumas ações de bancos e outras que não são banco, mas estão envolvidas com o setor financeiro. No consumo cíclico estão as empresas que produzem produtos de consumo rápido. Mesmo em crise as pessoas vão ter que consumir, então aloquei uma boa porcentagem para esse setor. Já nos outros setores eu dei uma balanceada parecida. 

Atualmente a minha carteira tem 16 ações. 75% são de Blue Chips e 25% de Small Caps. Queria diminuir a quantidade de ações (para 12), mas as empresas estão tendo um bom desempenho, então por enquanto vai ficar assim.

Setor de alocação dos FII




Nos FII's minha alocação está mais voltada para fundos que tem imóveis físicos. Apenas 20% desses fundos são de papéis. Esses tem um maior DY, mas não me sinto confortável colocando um bom dinheiro neles. Já no setor de lajes fico mais confortável, mesmo com DY menor. Isso devido ele ter o um ativo real. Atualmente tenho 9 FII's na carteira.

Alocação no TD



A minha alocação no TD a maior porcentagem é em TD+ IPCA. E de agora para frente vou colocar dinheiro apenas nesse tipo de título. Pretendo investir apenas no TD Princ+ IPCA (2045). Os títulos prefixado investi devido a taxa estar muito boa quando comprei (16% a.a). Deveria ter comprado mais, mas não tinha muita grana na época. 

Não estou querendo muito investir em renda fixa, mas vou continuar com meus objetivos, mesmo que o momento não esteja tão atraente.

Eu não coloquei quais ações e FII estou investindo porque não quero induzir a ninguém seguir a minha estratégia. É isso pessoal. Qualquer sugestão ou dúvida é só deixar nos comentários.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Atualização do Patrimônio Financeiro - Julho de 2017: R$ 103.540,61

Olá Senhores (as),

Finalmente consegui os 100k. Agora estou na casa dos 6 dígitos. Era uma meta que que pretendia bater no fim do ano, mas como vendi o meu carro e com aportes acima do planejado consegui atingir bem antes. Agora é seguir sempre aportando constantemente. Assim, a minha IF vai ficando mais próxima.

No mês de julho as minhas ações tiveram um bom desempenho, e dessa vez fiquei no azul. Apenas os FII's que estão no vermelho.

Os aportes foram em ações e FII. Faz um bom tempo que não aporto em TD. Não estou gostando muito de renda fixa. Tenho apenas 10% de alocação.

Saldo Anterior: R$ 94.987,07
Aporte Anterior: R$ 8.869,21

Patrimônio liquido: R$ 103.540,61
Aporte em Ações: R$ 4.115,75
Aporte em FII: R$ 1.449,94
Aporte Total: R$ 5.565,69




A evolução do patrimônio segue firme. Com aportes constantes, reaplicação dos proventos e rentabilidade a evolução do patrimônio está indo bem.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Qual o seu padrão de vida?

Atualmente eu ouço muitas pessoas reclamando sobre a crise. A falta de emprego, a falta de dinheiro entre outras. Há pessoas que escolhem viver um padrão de vida consciente. Gastando o necessário, poupando algum dinheiro, já outras vivem um padrão não condizente com a sua renda, e com isso não poupa nada. Não preocupam com o futuro, pensam que o emprego atual é para sempre, e acabam torando tudo. Sobre estabilidade de emprego isso é muito comum para servidores públicos. Eles pensam que não perderão o emprego, mas isso não é o que estamos vendo com a política atual. O futuro é incerto para esse tipo de emprego.

Há muitas pessoas que vivem apenas de aparências. Sempre estão consumindo, comprando coisas que não precisam. Postando fotos em redes sociais com sorrisos, mas no fundo sabem que isso não condiz com a sua vida atual. Esse tipo de pessoa quando perde o emprego fica desesperada, mas mesmo assim tenta manter o padrão. Assim, acaba se endividando total. 


Como aumentar o seu padrão de vida de forma satisfatória


Desde criança sonhamos em possuir algo. E isso não é errado. O problema é que muitos não entendem que isso é de forma gradual. Como a maioria é pobre, uma forma de conseguir aumentar o padrão de vida que cabem no bolso é tendo um emprego bom, um empreendimento. E sempre procurando crescer no ramo que você atua. Assim, você irá conquistando as coisas que sempre almejam, mas de forma consciente. 

Ter um alto padrão de vida não quer dizer que você tem uma boa qualidade de vida. Quem mantém um alto padrão de vida incompatível com sua realidade a sua qualidade de vida é ou pode ser afetada negativamente, pois sempre tem alguma dívida, sempre ficam preocupadas e inseguras. E não querem que outras pessoas do meio o vejam baixando o seu nível. Isso tudo acabam afetando a saúde da pessoa.

Muitos colegas falam para mim: "Cowboy você mantem seu padrão de vida igual o anterior. Deixe de ser mão-de-vaca". Esses colegas falam isso porque hoje a minha renda é maior 4x a anterior, mas porque eu mudar meu padrão de vida, sendo que o anterior eu vivia de forma satisfatória. Com isso eu poupo mais, fazendo com que a minha independência financeira chegue mais rápido. 

Se a pessoa tem uma vida satisfatória e sua renda aumenta. Não há muita necessidade dela aumentar o padrão proporcional a sua renda. Compre algo que deseja, viaje para os lugares pretendidos, mas aproveite esse aumento e aumente os seus aportes. Se cada vez que a sua renda aumenta e você aumenta os seus gastos, isso fica parecendo que sua renda não aumentou.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Filme - The Rookie / Documentário - Manny

Atualmente estou assistindo a alguns filmes e documentários na netflix. O filme e o documentário que recomendo aqui já faz algum tempo que foram lançados. Quem não assistiu eu recomendo a assistir, pois ambos são muito bons. A seguir a uma descrição e o trailer.

O filme

The Rookie (Desafio do destino)
Baseado em fatos reais, o filme conta a história de um treinador que descobre que nunca é tarde demais para os sonhos se tornarem realidade. Jim Morris nunca conseguiu sair das ligas menores por causa de uma lesão no ombro que encerrou sua carreira de lançador doze anos atrás. Agora, Jim é um professor de ciências, casado e com filhos, e técnico de beisebol no Texas, sua equipe faz um trato com ele: se vencer o campeonato distrital, Jim tentará competir em uma liga maior.


O Documentário

Manny
O documentário acompanha a jornada de Manny Pacquiao. Desde a sua vida miserável até ele virar uma lenda do boxe.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quarta-feira, 19 de julho de 2017

10 erros mais comuns com o dinheiro

Uma grande porcentagem das pessoas depende da família ou do seu parceiro, e há outro grande grupo de pessoas trabalhadoras ativas que só se preocupam quando o fim do mês se aproxima e não tem mais dinheiro para se manter ou quando se aproximam de uma idade onde começam a pensar sobre a aposentadoria e a possibilidade de reduzir a sua renda monetária regular.


A seguir cito os erros mais comuns que fazem as nossas finanças pessoais irem para o ralo.

1. Gastar mais do que ganha


Esse erro é muito comum. A maioria das pessoas comete esse erro. Fazer um controle do seu orçamento é essencial. Não estoure seu orçamento. Há muitas planilhas na internet para controle de finanças pessoais. E também a variedade de aplicativos para dispositivos móveis é bem grande.  Não há desculpas. É só se organizar. 

2. Manter em uma zona de conforto


Isto significa gastar tudo o que entrou, comprar coisas que não precisamos, não guardar ou fazer sacrifícios de qualquer tipo. 

3. Acreditar que é tudo culpa do governo


É de fato que muitas das vezes somos vítimas de muitas decisões economicamente erradas, podemos dizer que não estamos protegidos por nossos governantes ao longo da história e sabemos que a inflação afeta bolso de todos. Viver reclamando e não fazer nada não é a solução. Devemos  nos informar, ser consumidores inteligentes, nos proteger e ser vigilantes sempre.

4. Abusar do cartão de crédito


O cartão de crédito é uma faca de dois gumes. Pode ser muito útil e por vezes muito perigoso em outros casos. Quem não sabe usar essa forma de pagamento acabam se endividando, pois enquanto tiver limite e promoções a pessoa continua comprando.

5. Comprar coisas que não precisamos


Não há muito a esclarecer este ponto. Infelizmente somos invadidos por propagandas que nos condicionam sobre o mais legal, atraente, popular, e que se comprar tal produto ou serviço irão nós fazer mais felizes. Temos de aprender a não preencher um vazio existencial com objetos materiais.

6. Não se proteger


Não pagar o seguro de carro, casa, saúde ou de vida pode acabar deixando muito mais caro se tivermos um acidente, um roubo ou ficarmos doente. Claro que esses itens que citei são essenciais, mas uma reserva de emergência é primordial. E claro, os investimentos em ativos.

7. Acreditar que nunca vai envelhecer


"Por que poupar para o futuro? Nem sei se vou estar vivo na velhice. Pretendo nunca me aposentar ou vou me aposentar aos 65 anos." Não parece um bom plano, certo? É melhor nos prevenir. Poupar, comprar ativos para termos uma vida confortável na velhice.

8. Confiar demais


Isto implica questões como construir em uma terra estrangeira, colocar os ovos na mesma cesta, alugar propriedades sem um contrato, colocar algo em nome de um membro da família ou amigo, investir em projetos privados e desconhecido, sem prova de qualquer tipo, e muitas outras situações. A melhor coisa é diversificação, assim fica mais difícil perder tudo.

9. Ter vícios


Ter vícios em jogos de azar, baladas, beber em excesso, consumir substâncias que causam dependência, além de ser prejudicial para a nossa saúde, também pode gerar grandes problemas financeiros a curto ou longo prazo.

10. Depender apenas de uma fonte de renda


Não construir fontes alternativas de renda é como andar encima de uma corda a 10 metros de altura sem proteção para queda. Se você cair aí ferrou tudo. Por isso, sempre é bom poupar e investir. Aplicar seu dinheiro em ações, imóveis, renda fixa, etc.


Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O socialismo destruindo países

Eu nunca mostrei minha posição política aqui no blog, mas uma coisa que eu não tolero muito são os esquerdistas. Tenho colegas esquerdistas, mas é quase impossível manter um dialogo coerente com eles referentes a alguns assuntos, como: política, sobre sindicatos, a família, o politicamente correto.

Como investidor, eu me preocupo às vezes, pois cada dia o povo se torna mais esquerdista e temos um governo autoritário, o qual implanta políticas que podem prejudicar os nossos investimentos e a vida em geral, alias, já prejudica a muito tempo. Também temos uma imprensa tendenciosa, a qual passam informações distorcidas. Temos que ficarmos espertos porque o Brasil pode virar uma Venezuela, uma Cuba. Na verdade uma grande parte dos países já estão voltados para o comunismo. 

Como falei já aqui no blog. Eu sigo alguns canais no Youtube. Assisti a um documentário muito bom que fala sobre o comunismo que está tomando conta do povo. Deixo o link aqui para quem tem o interesse em assistir. 


Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››